Rastreio por FIT

O cancro colorretal (CCR) é um dos cancros mais frequentemente diagnosticados. As boas notícias são que a incidência e a mortalidade do CCR podem ser significativamente reduzidas em caso de deteção precoce.

Os testes imuno-histoquímicos fecais (faecal immunochemical tests, FIT) são não invasivos e podem detetar sangue invisível a olho nu nas fezes. Dada a sua simplicidade, os FIT são atualmente considerados a melhor opção não invasiva para rastreio do CCR.

Invista um bocadinho de tempo na sua própria saúde realizando o FIT para prevenir ou detetar precocemente o cancro do cólon. Para mais informação, visite a nossa página de internet “FIT no rastreio” www.fitscreening.eu/patients

Simpósio Europeu sobre Hematologia da Sysmex, 2007, Lisboa, Portugal

O Prof. Florence Cymbalista é felicitado pelo primeiro prémio

Após a escolha de localizações remotas nos lagos para as três edições anteriores dos simpósios, em 2001, 2003 e 2005, desta vez escolhemos uma vista do rio e do Oceano Atlântico para a realização do Simpósio Europeu sobre Hematologia da Sysmex de 2007, que decorreu na bonita e excitante cidade de Lisboa, em Portugal

O simpósio realizou-se nos dias 13 e 14 de junho de 2007 e atraiu perto de 400 participantes de 38 países diferentes, principalmente europeus, mas também provenientes de África, Ásia, América e da região Austrália-Pacífico.

Estando na terra dos descobridores, começámos a nossa exploração pelos mais recentes desenvolvimentos e novas aplicações dos parâmetros sanguíneos no campo da hematologia.
O programa do simpósio foi muito vasto e incluiu várias palestras gerais educacionais, bem como a apresentação de resultados das novas aplicações clínicas dos nossos instrumentos X-Class e de aplicações inteligentes para agilizar o fluxo de trabalho no laboratório. Os tópicos incluíram, entre outros temas, a leucemia após o acidente de Chernobyl, diagnóstico da sépsis, anemia das doenças crónicas, novas características e "Case Management" no analisador hematológico XE-5000 e muito mais.
Várias sessões plenárias especiais versaram sobre temas de grande relevância amplamente debatidos em hematologia e diagnóstico médico.

Como primeiro palestrante de destaque, o Dr. Neil Robinson do Swiss Laboratory for Doping Analyses em Lausanne, Suíça, abordou o tema quente do doping no sangue em desportos de resistência, descrevendo a corrida dos profissionais e cientistas que desenvolvem testes cada vez mais sofisticados para detetar os casos de doping.

A progressão alarmante da epidemia do VIH/SIDA foi o tema da palestra de destaque seguinte, realizada pelo Dr. Ilesh Jani, de Maputo, Moçambique. Após uma apresentação geral sobre os últimos desenvolvimentos na epidemia na África Subsariana, descreveu um novo método para monitorizar o estado da infeção pelo VIH num contexto de centro de saúde utilizando o pequeno analisador hematológico KX-21N.
O segundo dia do simpósio começou com uma fantástica palestra de destaque sobre os perigos da estatística no diagnóstico médico. Esta foi apresentada de forma brilhante e interativa pelo Dr. H.H. Dubben de Hamburgo, Alemanha. Demonstrou de forma relativamente simples como a nossa mente pode ser enganada na interpretação de análises de diagnóstico com uma especificidade de 99% e sensibilidade de 99%: ambos os números não têm qualquer significado se não for levada em consideração a prevalência da doença.

A Sysmex Europe atribuiu pela primeira vez um prémio pela excelência do trabalho em hematologia clínica ou laboratorial. The Sysmex Outstanding Science Award 2007 (prémio em memória do Dr. Robert Martin Rowan). O prémio tinha sido anunciado durante o simpósio de 2005 e foi muito bem recebido, tendo sido registadas candidaturas de 40 projetos. De entre as candidaturas, um comité intereuropeu de peritos científicos independentes tinha selecionado as propostas de projeto mais prometedoras. Oito dos dez finalistas apresentaram os seus resultados durante o simpósio, introduzindo temas tão intrigantes como a relevância da fração de plaquetas imaturas (IPF) no VIH, malária, transplante de células estaminais ou diabetes. Outros tópicos incluíram a prevalência de eritroblastos no sangue periférico (NRBCs) em várias doenças e a fiabilidade do reconhecimento inteligente de imagens celulares.

O dia culminou na cerimónia de entrega de prémios, durante a qual os três prémios, no valor de €25.000, €10.000 e €5.000 foram entregues aos três vencedores: Marianne Schoorl da Holanda ganhou o terceiro prémio pelo seu trabalho "Alterações na morfologia das plaquetas e conteúdo de ARN durante o tratamento com hemodiálise" (Changes in platelets in morphology and RNA content during treatment with haemodialysis). A Dr.ª Carmen Canals Suris, de Espanha, ficou em segundo lugar com o seu estudo sobre a utilidade clínica da fração de reticulócitos imaturos (IRF), células progenitoras hematopoiéticas (HPCs) e plaquetas imaturas (IPF) na mobilização e transplante de células estaminais hematopoiéticas. Finalmente, o primeiro prémio foi atribuído à Prof.ª Florence Cymbalista, da França, que demonstrou numa apresentação impressionante como desenvolveu uma nova ferramenta para o diagnóstico de rotina das síndromes mielodisplásicas (MDS) com os analisadores XE da Sysmex. Desenvolveu um parâmetro semiquantitativo, o índice de granularidade (IG), a partir do parâmetro de investigação Neut-X do XE-2100 e utilizou-o em combinação com o estado anémico do doente como indicador potente da doença.

Após dois dias de palestras inspiradoras e de discussões frutíferas, esta reunião muito apreciada foi dada como concluída. Esperamos vê-lo no próximo Simpósio Europeu sobre Hematologia da Sysmex...

Simpósio Europeu sobre Hematologia, Istambul, Turquia

Growing your knowledge
Visite a nossa Academia
Aumente o seu conhecimento
Desfrute do nosso centro multimédia
Tudo
  • Tudo
  • Documentos
  • Podcast
  • Imagens
  • Vídeos
Veja o vídeo
Consulte a nossa coleção