Rastreio por FIT

O cancro colorretal (CCR) é um dos cancros mais frequentemente diagnosticados. As boas notícias são que a incidência e a mortalidade do CCR podem ser significativamente reduzidas em caso de deteção precoce.

Os testes imuno-histoquímicos fecais (faecal immunochemical tests, FIT) são não invasivos e podem detetar sangue invisível a olho nu nas fezes. Dada a sua simplicidade, os FIT são atualmente considerados a melhor opção não invasiva para rastreio do CCR.

Invista um bocadinho de tempo na sua própria saúde realizando o FIT para prevenir ou detetar precocemente o cancro do cólon. Para mais informação, visite a nossa página de internet “FIT no rastreio” www.fitscreening.eu/patients

Março — Mecanismo de ação dos inibidores da agregação trombocitária

A activação trombocitária ocorre devido ao contacto com os componentes do colagénio expostos no local de uma lesão vascular, à alteração do fluxo sanguíneo (tensão de cisalhamento) e à ativação da síntese de trombina. Os trombócitos conduzem, graças a dois mecanismos, a um reforço da sua própria ativação: a libertação de ADP e a formação de tromboxano-A2 (TXA2), um importante agonista trombocitário. São estes mecanismos que os inibidores da agregação trombocitária visam: os antagonistas dos recetores de ADP (tienopiridina) bloqueiam os recetores de ADP (P2Y12) na superfície dos trombócitos. A aspirina inibe a ciclooxigenase (COX1), que é responsável pela formação de tromboxano-A2 (TAX2). Para controlo da terapêutica de pacientes sob  administração de inibidores da agregação trombocitária, os sistemas analisadores da hemostase da Série CS da Sysmex (à exceção do CS-1600) utilizam os reagentes Revohem (ADP, ácido araquidónico).

Calendário Científico 2017

Growing your knowledge
Visite a nossa Academia
Aumente o seu conhecimento
Desfrute do nosso centro multimédia
Tudo
  • Tudo
  • Documentos
  • Podcast
  • Imagens
  • Vídeos
Veja o vídeo
Consulte a nossa coleção